• Certidão de Tributos Imobiliários (abrange IPTU, Contribuição de Melhoria e Taxas de Conservação de Vias e Logradouros, de Limpeza Pública e de Combate a Sinistros);

  • Certidão de Dados Cadastrais do Imóvel (Valor Venal) (informa a base de cálculo (valor venal) utilizada para a apuração do IPTU);

  • Certidão de Rol Nominal (informa se a pessoa (física ou jurídica) encontra-se cadastrada como contribuinte do IPTU no município de São Paulo);

  • Certidão de Tributos Mobiliários (comprova a regularidade fiscal do contribuinte em relação aos recolhimentos de ISS, TFA e TFE, além da TRSS, a partir de 2011);

  • Certidão de Autenticidade do Certificado de Quitação do ISS (comprova que não há débito do imposto relativo à obra especificada e é emitido para efeitos de Auto de Conclusão e Auto de Regularização);

  • Certidão de Recolhimento da Taxa do Lixo (são listados todos os pagamentos efetuados em um determinado exercício, em relação a um imóvel, para as incidências até dezembro de 2010);

  • Certidão de Informações de Tributos Imobiliários (traz os dados do lançamento do IPTU de um imóvel no exercício corrente ou em exercícios anteriores);

  • Certidão Negativa de Débitos Inscritos em Dívida Ativa (informa os débitos inscritos em Divida Ativa);

  • Certidão da Unicai ou Unai (informa as dividas não tributárias como multa de sujeira na calçada, propaganda irregular, uso indevido de calçada, entre outras).